1.7.04

A prima de Adolfo Luxúria Canibal

REVI A MALVADA PRIMA

REVI A MALVADA PRIMA
Que partiu o meu brinquedo nas suas costas
MOSTRA e eu mostrei-lho e ela pegou nele
E eu ouvi-o estalar entre os seus dedos carnudos
Vi o seu sorriso inolvidável Hoje ainda
O estalido nos ouvidos à frente dos olhos o sorriso inolvidável
Falo mal daquilo que amo por prudência
Agora ela está sentada frente a mim e não sabe nada
O terror tornou-se frio Carne e gordura
Quotidiano Gritos de crianças A imundície da espécie

Mão Morta
|